Five Phases – Jamey Stegmaier

Five Phases – Jamey Stegmaier

Jamey Stegmaier é presidente e cofundador da Stonemaier Games. O designer de diversos jogos de sucesso como Viticulture, Scythe, Euphoria, Tapestry e outros, respondeu com muito carinho nossas 5 perguntas, ou melhor, as cinco fases do Seu Turno.

Five Phases – Jamey Stegmaier (original version)

1. When and why did you enter into the boardgames universe?

As a gamer, I entered the board game universe when I was around 7 years old, playing games like chess, Risk, Stratego, Key to the Kingdom, and Scotland Yard. I also started designing games around that time. I entered the gaming industry in 2012 when my first game, Viticulture, funded on Kickstarter.

2. Where does the inspiration for your games come from?

Many different sources! Sometimes I’m inspired by works of fiction (books, movies, TV), sometimes I’m inspired by art, and I’m often inspired by other games (tabletop and video games).

3. What are the main challenges faced during the creation process?

Persistence and patience are probably the two biggest challenges. It’s easy to have a game idea, but to take the time to follow through on that idea even when it’s not functional or fun over many playtests is difficult. It also takes a lot of time to constantly change and update prototypes.

4. Which game is a must-have?

Oh, there are so many games I love! I don’t know if I can ever say that someone “must” own a game, as we all have different tastes. You can see a number of games I love and why I enjoy them in the top 10 lists on my YouTube channel: https://www.youtube.com/c/JameyStegmaier/featured

5. Share about future projects.

In the immediate future is Red Rising, a hand-management, combo-building game set in the same world as the books by that name. Later this year we’ll have expansions for Between Two Castles and Tapestry, as well as a printed version of Rolling Realms.

Five Phases – Jamey Stegmaier (versão traduzida)

1. Quando e por que você entrou no universo dos jogos de tabuleiro?

Como jogador, entrei no universo dos jogos de tabuleiro quando tinha cerca de 7 anos, jogando xadrez, Risk, Stratego, Key to the Kingdom e Scotland Yard. Também comecei a desenvolver jogos nessa época. Entrei na indústria de jogos em 2012, quando meu primeiro jogo, Viticultura, foi financiado no Kickstarter.

2. De onde vem a inspiração para seus jogos?

Muitas fontes diferentes! Às vezes sou inspirado por obras de ficção (livros, filmes, TV), às vezes sou inspirado pela arte e, muitas vezes, sou inspirado por outros jogos (tabuleiro e videogames).

3. Quais são os principais desafios enfrentados durante o processo de criação?

Persistência e paciência são provavelmente os dois maiores desafios. É fácil ter uma ideia para um jogo, mas dar o tempo para seguir nesta ideia mesmo quando ela não é funcional ou divertida ao longo dos playtests, isso sim é difícil. Também leva muito tempo para alterar e atualizar constantemente os protótipos.

4. Qual jogo você considera obrigatório?

Oh, existem tantos jogos que eu amo! Não sei se posso dizer que alguém “deve” ter um jogo, já que todos temos gostos diferentes. Você pode ver uma série de jogos que adoro e por que gosto deles nas minhas listas Top Ten no meu canal do YouTube: https://www.youtube.com/c/JameyStegmaier/featured

5. Compartilhe sobre projetos futuros.

No futuro imediato temos o Red Rising, um jogo de gestão de mão e construção de combos que se passa no mesmo universo dos livros de mesmo nome. Ainda este ano, teremos expansões para Between Two Castles e Tapestry, bem como uma versão impressa de Rolling Realms.

Links:

Site oficial da Stonemaier Games: https://stonemaiergames.com/

Instagram de Jamey Stegmaier: https://www.instagram.com/jameystegmaier/

Deixe uma resposta